quinta-feira, 10 de abril de 2014

My Love From The Star (resenha)


My Love From The Star
Drama: My Love From The Star (English title) / You Who Came From the Stars (literal title)
Hangul: 별에서 그대
Diretor: Jang Tae-Yoo
Roteiro: Park Ji-Eun
Canal: SBS
Episódios: 21
Transmissão: Dezembro 18, 2013 - Fevereiro 27, 2014
Idioma: Coreano
País: Coreia do Sul

Estamos sumidas, eu sei. Em nossa defesa, eu digo que estamos sem tempo e sem cabeça para dar atenção ao blog. Mas hoje eu cheguei da faculdade com vontade de resenhar um dorama que assisti recentemente e foi um dos melhores que vi até hoje.

E vamos a resenha...

Lembro que nos últimos episódios de The Heirs já anunciava no final o próximo kdrama da SBS e mesmo sem entender o que eles diziam, fiquei curiosa para saber do que se tratava a história, principalmente porque no elenco principal estava o ator que eu aprendi a amar em The Moon That Embraces The Sun, Kim Soo Hyun. Pesquisei e descobri que era sobre um alien que se apaixonava por uma atriz famosa na Coreia. Um tema bem inusitado e que mesmo com um pé atrás, a curiosidade falou mais alto e eu decidi que assistiria aquele dorama assim que eu encontrasse para baixar.

O tempo passou e só alguns meses depois eu resolvi procurar os links para download e quando achei fui logo baixando um atrás do outro. E devo dizer que me apaixonei por My Love From The Star desde o primeiro capítulo. Fazia muito tempo que um dorama não me viciava tão loucamente. Parei até de ler nesse período e de assistir meus seriados americanos só pra poder ter mais tempo de assistir MLFTS.

A história já estava boa, mas depois de uns capítulos, uma das personagens morre e o enredo fica melhor ainda, pois o romance entre um alien e uma atriz famosa torna-se mais interessante dentro deste cenário.

Kim Soo Hyun interpreta um alien que chegou no planeta Terra na época da dinastia Joseon, 400 anos atrás. E nessa época, ele conheceu uma menina que ele ajudou e eles criaram um laço amor, fraternidade e amizade. Quatro séculos depois, ele acaba conhecendo uma atriz famosa que é sua vizinha e sua aluna na universidade onde ele leciona. A vida dos dois acaba se entrelaçando e isso nos rende momentos divertidíssimos, fofos, românticos e dramáticos.


Tirando o fato de que Do Min Joon (interpretado por Kim Soo Hyun) é um alien de 400 anos, tirando todo o drama e suspense que surge depois que uma personagem da história morre, nós ainda temos que sofrer com o fato de que Do Min Joon tem apenas mais três meses na Terra e passamos 20 episódios na agonia de descobrir como nosso par romântico ficará junto. Portanto, acreditem em mim, o enredo prende de todas as formas.

Junte um enredo de tirar o sono + personagens super bem construídos. Só podia dar um kdrama de sucesso, né? É aquele tipo de dorama que todos os personagens tem personalidade. Que nenhum deixa a desejar.

Uma das coisas que eu mais amei foram os flashbacks no começo dos episódios dos primeiros capítulos e os extras no final de cada episódio. Nossa, os extras principalmente. Eu ficava ansiosa pra ver o que iria acontecer no final. Às vezes era uma cena engraçada, às vezes era uma cena romântica e de toda forma era alguma cena que me fazia gostar ainda mais da história.

DO MIN JOON
Do Min Joon é a coisa mais linda desse mundo. Tô apaixonada pelo ator Kim Soo Hyun depois dessa interpretação dele sendo um alien anti-social e com super poderes de arrancar muitos suspiros. Eu já tenho uma queda enorme por super-herois, ai me aparece um ET lindo desses com super força, super audição, e o melhor de todos, com poder de parar o tempo. Sem contar que, eu não entendi direito, mas tenho quase certeza que Do Min Joon ensinava psicologia na universidade, pois ele citava vários teóricos que eu estudo na faculdade.

O melhor é que, apesar do jeito sério de Do Min Joon, ele protagonizou cenas que me arrancaram o riso. Ele e a Song Yi eram demais juntos e separados também! Mas juntos eram ainda melhores porque a comédia era garantida.

De todo jeito, a paixão pelo ator Kim Soo Hyun tornou-se oficial depois desse dorama, tanto é que tratei logo de assistir Dream High assim que finalizei My Love From The Star. E esse ator tem um sorriso de derreter coração, um olhar hipnotizante e o melhor... quando ele chora em cena... Não tem pra ninguém, sério! Em cenas de choro ele ganha de qualquer outro ator que eu já tenha visto em filmes, séries e etc. Ganha de qualquer ator de hollywood quando se trata em derramar lágrimas.

SONG YI
Imaginem uma mulher mimada, que se acha o centro do universo, cheia de frescuras e que parece ter uma jaca no lugar do cérebro. A principio, Song Yi não passa de uma atriz fútil e burra. E mesmo assim eu gostei dela de cara. O que era essa mulher cantando feito uma louca sozinha em casa? Eu ri de verdade. Ri muito de muitas cenas dela. Ri demais dela conversando com Do Min Joon sozinha dentro do quarto e a mãe e o irmão dela vendo a cena e pensando que ela estava louca. A meu ver, as cenas da Song Yi mostrava tudo aquilo que nós somos quando ninguém está olhando. O que era ela dizendo “sorry”? Ou postando idiotice nas redes sociais ou falando uma besteira bem grande nas entrevistas? E que tipo de mulher pendura a bolsa no espelho do lado de fora do carro e sai dirigindo com a bolsa pra fora? Amei demais essa personagem, como dificilmente amo uma protagonista feminina em doramas. Ela era tão real e divertida. Cheia de defeitos e perfeita ao mesmo tempo.

LEE HWI KYUNG
Ele era o típico amigo da protagonista que é apaixonado por ela, mas não é correspondido. O coitado sofre com esse amor, mas nunca desiste da Song Yi. Mas ao contrário de muitos por aí, ele não é irritante ou otário. Ele é muito fofo. Até pensei que ele e a Song Yi poderiam ficar juntos no final que eu não acharia ruim. De certa forma, mesmo sem os super poderes, Hwi Kyung também era um super-herói.

LEE JAE KYUNG
Um dos melhores, mais assustadores e sedutores vilões que eu já vi. Jae Kyung era psicopata da unha do pé até o ultimo fio de cabelo. Ele não era daqueles vilões que eu costumo amar por ter lado bom e lado ruim. Não, de jeito nenhum. Ele era frio, calculista e charmoso. Ele matava sem remorso, sem pena. Jae Kyung era um psicopata bem convincente. O ator foi excelente porque ele realmente conseguiu encarnar o papel. Encarnou bem até demais.

OUTROS PERSONAGENS
Foram muitos personagens e eu gostei de todos. Só não fui muito com a cara da Yoo Se Mi, que se dizia amiga da Yong Yi, depois dizia que nunca tinha gostado dela e depois tentava ser amiguinha. Não entendi qual era a dela no final das contas.

Ameeeeeeeeeeeei exageradamente o irmão caçula da Yong Yi, o Yoon Jae. Ele me lembrou muito o Lee Min Ho só não consigo explicar o motivo. Yoon Jae me surpreendeu no final com a sua pancada pelo filme E.T. e seu amor inabalável por Do Min Joon. Era tão fofo!

O promotor Yoo Seok, irmão da sem sal Yoo Se Mi, embora não tenha tido muito destaque, ele era muito lindinho e ficarei de olho em mais trabalhos dele.

Enfim, resumindo, é muita coisa boa nesse dorama. Pretendo revê-lo qualquer dia desses e forçar mais pessoas a assistirem porque coisa boa precisa ser compartilhada.

Ah e eu quase esqueço de comentar... Esse deve ter sido o dorama com mais cenas de beijo que eu já vi! E isso é um mega ponto positivo. 

com certeza, hehe

Por: Mar






2 comentários:

  1. mto lindo esse Dorama amei vcs precisam assistir..

    ResponderExcluir
  2. Descubri esse dorama a uns 4 suas e já vi tds kkkkkk super ameiiiiii também

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...